Municipários de Porto Alegre lançam Frente em defesa do serviço público

O Sindicato dos Municipários de Porto Alegre (Simpa) lançou nesta quarta-feira (11) uma Frente Municipária em Defesa do Serviço e do Servidor Público. A iniciativa parte de discussões internas do sindicato e pretende se articular em defesa dos trabalhadores e usuários do serviço público fazendo crítica ao Executivo em nível municipal, estadual e federal.

“Essa frente é para que não aconteça o desmonte, porque o discurso dos gestores têm sido de criar um clima de terra arrasada, de que está tudo perdido, de cortar, cortar, cortar. Tu não pode cortar na saúde, educação, esporte, cultura, tudo isso é fruto de um debate social muito profundo. Essa frente é para debater e criar um contra-discurso daquilo que é propagado pela mídia hegemônica”, explica o diretor do Simpa, Jonas Reis.

Representantes do funcionalismo público municipal da Capital, a frente do Simpa se articula especialmente com foco na gestão do novo prefeito Nelson Marchezan Jr. (PSDB), com menos de duas semanas de duração.

Segundo Reis, a manifestação contra Marchezan é baseada especialmente no discurso que vem sendo adotado por ele de “caos nas finanças”. O sindicato questiona, por exemplo, os projetos de lei que encaminharam a extinção de fundações, sem conteúdo e sem dizer o que seria feito delas após a aprovação.

“Se a prefeitura era superavitária em fevereiro de 2016, o que aconteceu de lá pra cá? Não houve planejamento? A população e os trabalhadores não podem  e não devem pagar pelo mau gestionamento da máquina pública”, defende Reis.

O Simpa salienta ainda que a ideia da Frente também é dialogar com os usuários dos serviços prestados pelos servidores, para que eles também possam participar do debate e falar sobre como são atingidos pela política de austeridade.

Fonte: Sul21

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *